Brasil é 5º país que mais reduziu CFCs, diz ONU
18/09/2007


O Brasil é o quinto país que mais reduziu o consumo de CFCs (clorofluorcarbonos), substâncias que destroem a camada de ozônio, segundo um ranking compilado pela Divisão de Estatísticas das Nações Unidas.
» Conferência debate eliminação de gases

Entre 1995 e 2005, o País cortou o uso dos CFCs, gases também conhecidos como freon, em 9.928 t de Potencial Destruidor de Ozônio, unidade usada para medir os possíveis danos causados à camada que age como um escudo que protege o planeta contra as radiações solares.

O Brasil ficou atrás da China, que cortou 62.167 t, dos Estados Unidos (34.033), do Japão (23.063) e da Rússia (20.641), numa lista de 172 países compilada pela ONU. Os números mostram os progressos alcançados pelo Protocolo de Montreal, que comemorou 20 anos no último domingo.

O acordo foi assinado em 1987 por 191 países, entre eles o Brasil, que se comprometeram em reduzir o uso de CFC em extintores de incêndios, sprays e aerossóis, refrigeradores de geladeiras e aparelhos de ar-condicionado.

Fonte: Portal Terra (www.terra.com.br)