Mulher italiana pede exame de paternidade a dez homens
02/02/2007


Uma jovem italiana de Merano, na província de Bolzano, pediu que seis jogadores do time de futebol local sejam submetidos a um teste de paternidade para saber qual deles é o pai de seu filho recém-nascido, informou hoje um jornal local.
» Comente o caso da italiana

A mulher, cuja identidade e idade não foram divulgadas, trabalha como garçonete num dos bares da cidade.

Segundo a publicação, mesmo sem ter uma relação fixa, ela achou necessário que o pai soubesse que tinha tido um filho.

O problema era não lembrar bem com quem podia haver concebido a criança. Por isso, ela pediu testes de paternidade a dez pessoas, entre elas os jogadores. Completam a lista dois vereadores e um conhecido empresário local.

O caso criou grande expectativa na pequena cidade, de 35.000 habitantes, e alguns já fazem apostas sobre quem será o pai.

EFE - 02/02/07

Agência Efe - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência Efe S/A.